As influências musicais de Artur Roman

Você que é fã de Artur Roman já deve saber que ele é um compositor, cantor, instrumentista, arranjador e produtor brasileiro. Porém, hoje nós vamos falar um pouco mais sobre as suas influências musicais. 

Para saber mais sobre a vida e as inspirações de Artur Roman, continue a leitura do post de hoje. 

Nascido no Paraná, Artur Roman tem hoje 33 anos e vem de uma família musical, com quem aprendeu a cantar e teve suas primeiras influências no ramo da música.

Como toda a sua família é apaixonada por música, Artur Roman teve contato com esse mundo desde muito pequeno. Seu avô paterno, um exímio comerciante, nutria um enorme interesse em instrumentos musicais, e gostava de incentivar os filhos a tocarem. O pai de Artur seguiu com gosto a sugestão de seu pai, que após certa idade influenciou Artur Roman a também entrar para o ramo musical.

De acordo com Artur Roman, seu pai desde menino já se interessava por música: “Deu certo, pois quando adolescentes, meu pai e meus tios criaram a banda Os Terríveis, que se apresentava em bailes em diversas cidades do interior do Paraná, tocando clássicos da Jovem Guarda.”.

As primeiras influências musicais da vida de Artur Roman vieram através de uma estadia no Rio de Janeiro, por onde o seu pai passou na década de 70, e então entrou em contato com o mundo da bossa nova, do samba e do chorinho. “Nessa época, meu pai tocou violão em uma banda de choro chamada Nó em Pingo D’agua. Os músicos desta banda atualmente acompanham Paulinho da Viola.”, diz Artur.

Se pararmos para pensar, não é à toa que conseguimos identificar nas composições de Artur Roman grande influências da MPB e da bossa nova, como João Gilberto, Tom Jobim, Caetano Veloso, Chico Buarque, Milton Nascimento, Cartola, Jacob do Bandolin, entre outras grandes personalidades.

Entretanto, quando adolescente, Artur Roman se encantou pelo rock internacional, quando conheceu o álbum do Led Zeppelin. Desde então o rock passou a ser uma influência muito forte em sua vida, inclusive nas suas primeiras bandas. “A partir daí, meu primo Ângelo começou a me apresentar bandas de rock como Led Zeppelin, Black Sabbath, The Doors, Pink Floyd, Jimi Hendrix e outras”, conta o músico. 

Com o passar dos anos, o compositor foi se interessando por estilos um pouco mais pesados como o hardcore. Segundo Artur Roman: “Passei a me interessar pelos pedais de efeitos e o que eles podem fazer na música. Delay, Reverb, Phaser, Flanger, Filtros e outros. Passava horas testando e experimentando sonoridades diferentes”.

Porém, foi somente após a criação da banda “Sabonetes” que o artista começou a resgatar suas antigas raízes da bossa nova: “Foi nesta época que voltei a me interessar pela música brasileira que escutava com meus pais quando era criança. Com alguns colegas de faculdade, montamos o ‘Bossa Nossa’, um grupo que se reunia periodicamente para ouvir, falar sobre e tocar clássicos da bossa nova e do samba de raiz, como Cartola, João Gilberto, Vinicius de Moraes, Noel Rosa e por aí vai”, ressalta Artur Roman.

Todas essas influências convergiram e Artur Roman foi capaz de criar um estilo muito próprio, que mistura o folk americano, com o punk britânico e a música popular brasileira. E é por isso que suas músicas fazem tanto sucesso. 

Para ficar por dentro de todas as novidades de Artur Roman, basta segui-lo nas redes sociais abaixo. 

Site: https://arturroman.com.br/

Blog: https://arturroman.com.br/category/blog/

Facebook: https://www.facebook.com/arturromanartur

Instagram: https://www.instagram.com/arturroman/

Spotify: https://open.spotify.com/artist/1BqfDIhE4d3BPd9laBQy3B

Aproveite para baixar as músicas do projeto de Artur Roman no Spotify e depois nos conte o que achou do álbum. A sua opinião é muito importante para nós. 

Newsletter

Copyright © 2019 - ARTUR ROMAN - Todos os Direitos Reservados
Desenvolvimento: RS DEZOITO